Alemanha, muito além da Octoberfest

Share Button

Estamos na semi-final da Copa do Mundo de Futebol 2014, nosso adversário agora é Alemanhã, e em meio a tanta festa, futebol e notícias sobre o Neymar fora da copa, é difícil imaginar algo além da Octoberfest, a festa da cerveja, que acontece em Munique (para quem gosta de festejar com cerveja, a Octoberfest de Blumenau, em Santa Catarina, é a segunda maior do mundo, atrás apenas da Octoberfest de Munique), mas o Queroir.la selecionou 3 destinos que você deve conhecer na Alemanha.

1. Dresden

É considerada uma das cidades mais charmosas da Alemanha, durante os séculos 17 e 18, alguns monumentos como o Zwinger, o Palácio Residenz e as igrejas Frauenkirche e Hofkirche foram construídos a mando do príncipe Augusto, O Forte. Muito do que Augusto construiu foi destruído durante a segunda guerra mundial, mas ainda assim a cidade é conhecida como Florença do Elba.

Vista de Dresden. Foto de Heribert Pohl

Vista de Dresden. Foto de Heribert Pohl

A melhor época do ano para visitar Dresden é durante o verão, entre julho e agosto, quando a praia da margem direta do rio Elba se enche de turistas tomando cerveja e descansando em espreguiçadeiras ou jogando uma partida de vôlei de praia.

Se não puder ir durante o verão, ou se for uma segunda vez a Dresden (dica, vá quantas vezes conseguir ir!) uma outra boa época para visitar a cidade é durante o Natal. No final do ano, Dresden fica coberta de neve, e é enfeitada com milhares de luzes natalinas, e a programação de shows e concertos é imperdível.

2. Nuremberg

Os moradores de Nuremberg se orgulham de dizer que em 1503, quando Dürer pintou a aquarela O Torrão de Gramado, o palco do futebol, os gramados, foram inventados. Nuremberg tem ainda mais futebol em sua história, o Franken-Stadion foi premiado, em 1928, o mais belo estádio do mundo.

Nuremberg não é só futebol, a cidade foi fundada na Idade Média, e mantém até hoje os 5 quilômetros de muralhas que cercavam a Cidade Velha (uma boa parte do muro foi destruída e reconstruída depois da II Guerra). A cidade era a menina dos olhos de Adolf Hittler, que ordenou a construção de diversos prédios públicos para celebrações do Partido Nazista.

Platz am Tiergärtnertor em Nuremberg. Foto de Heribert Pohl

Platz am Tiergärtnertor em Nuremberg. Foto de Heribert Pohl

Além da belíssima arquitetura, Nuremberg é também um ótimo destino gastronômico. A cidade velha é repleta de animados bares onde você poderá provar salsichas assadas na madeira, carne de porco e o pão-de-mel (a cidade detém o título de Capital do Pão-de-Mel).

Gosta de boa música? A melhor época para conhecer Nuremberg é no verão, exatamente quando ocorre o festival anual de rock que tem palco nas várias áreas verdes da cidade.

3. Baviera

A região que já foi um reino fascina os turistas com seus charmosos vilarejos de casinhas coloridas, picos cobertos de neve e castelos que parecem terem sido a inspiração para os contos de fadas.

Na Baviera você poderá percorrer a Rota Romântica, que te levará a avistar o ponto mais alto da Alemanhã, o Zugspitze, que tem quase 3 mil metros de altitude, e esquiar nos Alpes, nas cidades gêmeas de Garmisch-Partenkirchen (quase 100 km ao sul de Munique).

Königssee / "King's Lake". Foto de Sergiu Bacioiu

Königssee / “King’s Lake”. Foto de Sergiu Bacioiu

Não deixe de brindar a beleza da Baviera com enormes canecos de cervejas, que fazem os alemães falarem alto e dançarem como se não houvesse amanhã. Uma curiosidade e alerta, os nativos da Baviera costumam beber cerca de 300 litros de cerveja por ano, o dobro da média alemã, e quase 5,5 vezes mais que a média de consumo dos brasileiros.

O inverno na região da Bavaria pode ser extremamente frio, mas se a intenção é praticar esportes na neve, essa é a melhor época do ano para visitar a região. Já em setembro, com a temperatura não tão fria, Munique bebe cerveja durante a Octoberfest.

Rafael Apocalypse

Estudou turismo, formou-se como designer gráfico e virou programador. Co-founder do Glicemias Online, um aplicativo web que ajuda diabéticos a viverem melhor e mais saudável, escreve posts sobre os lugares que conheceu, e códigos que o levarão a conhecer mais lugares.

Twitter Flickr 

Share Button

One Comment

  • Cheguei ao museu. Tambem muito bonito, mas achei confuso. Parece um labirinto, cheio de salas e camaras ao longo dos corredores. Ele segue um pouco do conceito do museu Mercedes-Benz, contando a historia da marca e a historia recente da Alemanha pela otica da marca.

    Reply

Submit a Comment