A Laranja Mecânica e seus mil encantos

Share Button

Depois da derrota trágica para a Alemanha, o choro e as teorias da conspiração de Copa Vendida/Copa Comprada só mesmo a Holanda para ajudar a superar o trauma. Uma pequena faixa de terra européia, abaixo do nível do mar, com canais, moinhos de vento, e centros históricos. Tudo muito plano, favorecendo os passeios de bike (meio de transporte muito utilizado no país).

Vem com a gente conhecer um pouquinhos mais de 3 cidades holandesas.

1. Amsterdam

É uma metrópole moderna, conhecida mundialmente pela legalização de drogas e o apoio à casamentos homossexuais. Incrivelmente, essa modernidade combina super bem com a cidade do século XVII e sua arquitetura de prédios pequenos e estreitos.

Ao chegar em Amsterdam é impossível não notar que o meio de transporte preferido dos locais e dos turistas é a bicicleta. A quantidade é tão grande que é preciso tomar cuidado para não ser atropelado por uma. Aproveite os tours de bike pela parte histórica da cidade que em 2011 foi considerado Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO.

Canais de Amsterdam. Foto de: Claudio.Ar

Canais de Amsterdam. Foto de: Claudio.Ar

A cidade tem a maior densidade de museus do mundo, e para aproveitar bem a estadia, eu recomendo se organizar bem para escolher os que serão visitados.

Começe Casa da Anne Frank, no centro de Amsterdam, é possível passear pelo esconderijo da família de Anne durante a Segunda Guerra Mundial, e ver trechos do seu diário expostos pela casa. Outros museus imperdíveis são o Van Gogh, que reúne a maior parte da obra do pintor, e o Rijksmuseum, museu nacional da Holanda, lá é possível conhecer mais da história e arte do país.

Outra experiência que só pode ser vivida em Amsterdam é um passeio pela cervejaria Heineken. Ela é tão equipada com sensores e interatividade que eles não a chamam de museu e sim de Heineken Experience. Entre outras coisas, é possível passar por uma experiência em 4D para saber como a cerveja se sente enquanto é produzida. E no final, é claro, degustar uma Heineken gelada.

2. Delft

Uma pequena cidade no sul do país, é puro encanto e história, perfeita para passar um dia. Famosa pela porcelana com desenhos azuis pintados à mão, você pode visitar a Royal Delft, uma fabrica do século XVI que ainda produz as tradicionais peças de porcelana holandesa.

O City Hall de Delft, tem arquitetura renascentista e é um dos principais pontos turísticos da cidade. Fica na praça Markt, junto com a igreja nova. A cidade também é conhecida por ser terra natal do pintor Johannes Vermeer. O centro Vermeer mostra uma exposição sobre a vida e obra do pintor. A ligação com a cidade é tão grande que o pintor está sepultado na igreja velha da cidade.

Praça Central de Delft. Foto de: un_plug_ged

Praça Central de Delft. Foto de: un_plug_ged

3. Leiden

Leiden é conhecida por ser a cidade em que Rembrandt, outro pintor mundialmente famoso, nasceu (que país cheio de artistas, não?). Mas não é só isso que atrai milhares de turistas todo ano, é comum encontrar canais por toda Holanda, mas Leiden é a cidade com o maior número deles. No verão há um desfile de barcos que navegam pela cidade. A vida pelos canais é tão intensa que é comum alugar um barco a remo para passear pela cidade.

Por ser uma cidade universitária, encontra-se uma variedade incrivel de vida noturna, cafés, e restaurantes. A maior festa anual de Leiden ocorre em 3 de outubro, data em que comemoram a expulsão dos Espanhois, pelos holandeses, da cidade em 1574. A cidade é invadida por um parque de diversões, dezenas de concertos e milhares de pessoas festejando.

Parque Keukenhof. Foto de: Momo

Parque Keukenhof. Foto de: Momo

Outro motivo para ser muito visitada, é por estar próxima da região das flores da Holanda. A floricultura é uma parte importante da economia holandesa. Cerca de sete milhões de bulbos de flores são plantados anualmente no parque Keukenhof, que fica bem próximo a Lieden, não só tulipas e jacintos, mas também, narcisos e outras flores da primavera (de março a maio). A melhor maneira para conhecer estes jardins é pedalando. O passeio pela região das flores dura cerca de 1 hora.

Nádia Apocalypse

Já dizia minha tia que eu nasci com rodinha nos pés. Desde pequena uma mochila bastava para que os sonhos de desbravar o mundo começassem. Ainda estou longe disso, mas sou do tipo curiosa e sonhadora, então quero compartilhar um pouco do que já vivi por ai no mundo, muitos dos meus sonhos, e dicas preciosas do que está rolando por aí e pode deixar o final de semana bem mais interessante!

Twitter 

Share Button

Submit a Comment